domingo, 25 de agosto de 2013

Esmaltes para todas

"Por causa de alergias, muitas mulheres não pintam as unhas. Mas relaxe!
Há produtos hipoalergênicos. 
Não se prive de ficar linda."

Segundo a Organização Mundial da Saúde ( OMS), 35% da população mundial sofre com algum tipo de alergia.  Quando o assunto são esmaltes este numero se aproxima  a 10% de mulheres sensíveis. As reações, normalmente, causam lesões ao redor dos olhos e pescoço com vermelhidão e coceira ou em lugares onde se leva as mãos com frequência.

 


NA HORA DA IRRITAÇÃO


Caso você nunca tenha feito testes dermatológicos para saber a quais substâncias tem alergia, mas, identificou alguns dos sintomas, siga as recomendações a seguir: * Suspenda o uso de esmaltes temporariamente * Procure não coçar e nem estimular a região irritada *Busque orientação de um dermatologista

PERGUNTAS IMPORTANTES
 
*Como se desenvolve a alergia a esmaltes?

 É uma respostas imunológica do corpo contra as substâncias( alérgenos) presentes no produto.


* Quais são os sintomas e como identificá-los?  

Entre os indícios estão coceira na pele do pescoço, assim como ao redor das pálpebras , além de inchaço e descamação no local.


*Em qual idade isso pode ocorrer?  

Em qualquer idade. Há uma fase de sensibilização ao alérgeno e depois a alergia começa a se manifestar sempre que usar o produto.

*É possível tratar?  

Trata-se a crise com medicamentos, mas não há cura. É preciso suspender o uso do esmalte normal e só usar os hipoalergênicos.


Fonte: Revista 7 dias com você
Dr. Alexandre Y. Okubo- dermatologista da Clínica Prime e membro afetivo da Sociedade Brasileira de Dermatologia- Clinica Prime.
 --------------------------

Gostaram do post? Vejam mais em   De tudo um pouco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário